quinta-feira, março 25, 2010


Como Cobrar Pela sua Mão de Obra?

8
Para quem se dedica ao artesanato em geral, não tem nada melhor do que você deliciar-se com sua obra: cortar, colar, bordar, medir, fazer, refazer, elaborar e tudo mais... É um deleite você criar peças que inspirem as pessoas, porque acabamos nos realizando através disso; porém vivemos num mundo capitalista e precisamos sobreviver nesse mundo, não é mesmo?

E posso lhes dizer com conhecimento de causa: uma coisa é você fazer uma peça, a outra é você cobrar por ela.

Recebo muitos e-mails de quem também borda, ou faz algum tipo de trabalho manual, querendo saber como fazer para cobrar sobre  seu trabalho e a sua mão de obra.

Não preciso dizer que todos os gastos de material, transporte, luz, margem de lucro devem ser calculados, porém o mais abstrato de todos e o que gera mais dúvidas é referente à mão de obra.

Para não me alongar aqui numa aula sobre custos fixos, custos variáveis, margem de lucro e etc, vou indicar um portal de grande ajuda, onde vocês porderão aprender o básico: é o ACESSA.COM. Essa matéria é de 2004, mas as informações são extremamente úteis.

Tabela de preços, clique em cima para aumentar.
Para complementar, vou disponibilizar ao lado essa matéria do SEBRAE, falando especificamentea da mão de obra relacionada aos bordados.

É importante nos informarmos para sermos justos com nossos clientes, pois o processo de compra e venda nada mais é do que uma grande parceria: nunca um deve levar vantagem sobre o outro, os dois lados devem ficar satisfeitos, para que possam ser feitas futuras negociações.

Um cliente satisfeito, sempre volta; um artesão satisfeito sempre aprimora o seu trabalho e oferece cada vez mais produtos, aprimorando-se sempre e mantendo a qualidade.

Fazer aquilo que amamos é maravilho, mas poder ser remunerado de forma justa, é tão maravilhoso quanto...





8 comentários:

Sandra Duarte disse...

Adorei a matéria. Realmente é algo que traz muita dúvida é quanto custa a mão de obra.

O que vejo por aí é que a grande parte não calcula a mão de obra, com isso acaba desvalorizando o nosso trabalho de artesã.

Essa regra de se multiplicar o custo do material por 3 não dá p/ o ponto cruz. Como vou cobrar nesse formato por um quadro que levei 1 semana (oumais) p/ bordar ??? ...

Adorei o seu blog.

http://bysandraduarte.blogspot.com

Jacira disse...

Olá Sandra!!! Seja bem vinda!!

Desculpe a demora em responder, é que tive alguns problemas de saúde na família, mas agora estou retomando o blog e as atividades da loja Empório do Ponto Cruz a todo vapor....

Visitei seu blog e também adorei, parabéns pelos seus trabalhos!

Beijos;

Jacira

Cantinho das Artes disse...

amiga adorei a dica, sou BU 2127
já estou te seguindo se puder fazer o mesmo ficarei muito grata
http://cantinhosdasartesmanuais.blogspot.com.br/
beijinhos

Jacira disse...

Seja bem vinda e obrigada pela visita!!

Bjos;

Jacira

Marjory disse...

Oi amiga, tenho grandes dificuldades nisso de cobrar, amo dar presentes, mas não tenho capital pra isso.
Obrigada por disponibilizar a matéria.
http://marjoryartes.blogspot.com

ADVOCACIA CARDOSO FERREIRA disse...

Ola Jacira, passei por aqui para prestigiar seu blog, e desejar um ótimo final de semana.

FÁTIMA AMORim disse...

ESTOU PASSANDO PARA TE FAZER UM CONVITE: VISITES O BLOG PANOS E ART, PARTICIPES DO SORTEIO E PEGUE O SELINHO/MIMO QUE FIZ PARA AS BLOGUEIRAS UNIDAS CORUJAS.

ESTAREI TE AGUARDANDO E ESTOU TE SEGUINDO

BJOS

FIQUEMOS COM DEUS

WWW.PANOSEART.COM

As aventuras de Sophia disse...

Gostei muito da matéria, mas a imagem que você disponibilizou não está muito legível. Seria possível enviar para o meu e-mail (tatyrcm@gmail.com)?
Um abraço.

Postar um comentário

Gostou do que acabou de Ler?
Deixe seu comentário, idéia, ou sugestão; é desta forma que podemos melhorar cada vez mais!!
Todos os comentários estão sujeitos a moderação do administrador.